quinta-feira, 17 de maio de 2012

Choro e esperança







Chorava feito criança,
gemendo, soluçando,
sem pudor e sem esperança,
pelas ruas perambulando...

Seu pranto era um pedido
de socorro ou de carinho...
Era um ser perdido
na vida, na rota e no caminho...

E as lágrimas que corriam,
toda aquela dor varriam,
lavando a mágoa, rompendo a comporta.

E, depois daquele pranto sentido,
Senti que lhe nascia a esperança que conforta
e fez-se luz naquele rosto sofrido...

Jane Moreira





Festa no Jardim (infantil)




Festa no Jardim

Houve festa no jardim da rosa:
O cravo charmoso chegou primeiro
E a rosa, orgulhosa, danadinha, tão formosa,
Cativou o elegante cavalheiro...

E foram chegando as flores:
As dálias e os amores perfeitos,
Os lírios ficaram sem jeito,
Tão brancos entre as todas as cores...

E vieram os beija-flores,
Azuis brilhantes e multicores,
Fazendo grande alarde
E a festa atravessou a tarde...

Mas a alegria contagiosa,
Colorida e ruidosa,
Chamou a atenção do jardineiro,
Que chegou dando susto na rosa.

Que vergonha, jardineiro,
Lembrou-se de regar o jardim!
E a água fria acabou com a brincadeira
Do cravo, da rosa e até do jasmim...

Jane Moreira


Este é para Neide Escada da Rosa e suas crianças... Anorkinda Neide